sábado, 29 de março de 2014

Longe, Lá

Ouça aqui:
 LONGE, LÁ
(Taciano Vasconcellos/Mateus Borba)

Anda longe, lá
De tão distante
Meu olhar
Leva uma vida pra chegar

Anda iluminando
Outras praças, novas ruas
Quem agora tem as suas mãos?
E as minhas, sempre tão suas

Já não sei por onde ando
Já nem sei qual o caminho
Ando me esquecendo aos poucos
Ando assim...

Vai alegre e roda
Roda a saia, abre um novo paraíso
A vida é festa pra o olhar
Onde se deita o seu sorriso

Aonde vou? Não sei...
Se me perco, não me refaço
Aonde vai, de onde vem?
Segue seu rumo, que eu sigo seus passos

Já não sei por onde ando
Já nem sei qual o caminho
Ando me esquecendo aos poucos
Ando assim, sozinho



*Gravação caseira feita por Taciano Vasconcellos (O Círculo). Pré-produção de um projeto que, aos poucos, vai ganhando forma.

3 comentários:

  1. obrigada pela poesia em meus ouvidos.
    um bj, querido.


    :)

    ResponderExcluir
  2. Linda! Viva ao talento e sutileza de vocês.

    ResponderExcluir