sábado, 25 de fevereiro de 2012

Esse espanto que não se desfaz
Tão forte, que suprime a razão
E não há mais porquê, senão
O momento eterno do espanto
Que toma todo o espaço da alma
E se cristaliza como vida
Sobre pedra que encara o mar

O mundo segue
Mas, aqui dentro
Não é como o mundo

É só como pedra
Que encara o mundo
Coberta de espanto


(Mateus Borba)





"Life is very short, and there's no time for fussing and fighting, my friend" (Lennon/McCartney)

4 comentários:

  1. Sim, aqui dentro não é como o mundo..
    Como sempre, muito lindo**

    Beijoo'os

    ResponderExcluir
  2. Oww Mateus, tem um meme lá no blog pra ti, caso vc queira responder^^
    Beijoo'o

    ResponderExcluir
  3. "Porquê o espanto? Das coisas que aconteceram e das coisas tal como elas existem e de todas as coisas que se sabem e de tudo aquilo que não se pode saber, faz-se algo, com a imaginação, que não é uma representação mas antes uma coisa totalmente nova e mais verdadeia do que qualquer coisa que está viva e é verdadeira, e dá-se lhe vida e, se for suficientemente bem feita, ela torna-se imortal." (Ernest Hemingway)

    Existe algum modo de não te amar?

    ResponderExcluir